Capela de Exaustão

Capela de Exaustão

A Capela de Exaustão é um equipamento de proteção coletiva essencial em todos os laboratórios que tenham algum tipo de trabalho com manipulações de produtos químicos, tóxicos, vapores agressivos, partículas ou líquidos em quantidades e concentrações perigosas, prejudiciais para a saúde. Por isso a sua importância no laboratório e a obrigatoriedade de toda a manipulação que possa ocasionar uma reação perigosa ser feita dentro de uma capela.

A função primária de uma Capela de Exaustão é exaurir vapores, gases e fumos, mas serve também, como uma barreira física entre as reações químicas e o ambiente de laboratório, oferecendo assim uma proteção aos usuários e ao ambiente contra a exposição de gases nocivos, tóxicos, derramamento de produtos químicos e fogo.

A Capela de Exaustão é considerada um equipamento de segurança que por si só não garante proteção se o operador não estiver familiarizado com as técnicas corretas de uso.

Todas as Capelas de Exaustão Vidy são construídas nas mais diferentes formas e materiais de acordo com a sua finalidade, rigorosamente dentro das normas EN 14175, destacando-se pela sua excelente performance nos quesitos: segurança, aerodinâmica e resistência.

Quando da elaboração do Projeto e layout de um laboratório, as capelas de exaustão são equipamentos chave para o controle do ambiente, a escolha do modelo em função das necessidades do usuário e suas atividades, localização e instalação são aspectos determinantes que influenciam na eficiência de seu correto funcionamento.

É necessário que estar atento para evitar que correntes de ar produzidas pelas atividades do laboratório como: alguns tipos de analises, circulação de pessoal ou utilização de outros sistemas de captação possam interferir no bom funcionamento da capela.

A performance das capelas deve ser verificada periodicamente ou quando houver alguma modificação nas capelas, no sistema de exaustão ou no sistema de ventilação e/ou ar condicionado da sala; ou acréscimo de outra capela e/ou sistema de exaustão, ou mudança significativa no processo que altere a toxidade e/ou inflamabilidade.

Recomenda-se que todo laboratório deve ter uma pessoa designada para executar ou coordenar as seguintes atividades:
• Assegurar que os testes e monitoramento de performance das capelas sejam feitos na periodicidade recomendada;
• Registro geral das avaliações e ocorrências por 10 anos;
• Checagem visual periódica do sistema;
• Treinar e orientar os funcionários para o uso correto da capela;
• Manter o registro do projeto original e suas modificações quando houver;
• Registrar na própria capela a data da última avaliação e da próxima.